Novo coronavírus foi fabricado em laboratório chinês, diz Nobel de Medicina

Os professores Luc Montagnier, Jean-Claude Chermann e Françoise Barre-Sinoussi. Foto: AFP

O virologista francês Luc Montagnier, prêmio Nobel de Medicina de 2008 afirmou que o novo coronavírus foi fabricado artificialmente em um laboratório chinês, provavelmente no segundo semestre de 2019.

O covid-19 seria um vírus manipulado, acidentalmente liberado de um laboratório chinês em busca de uma vacina contra a Aids. O cientista francês diz que o laboratório de alta segurança da cidade de Wuhan é especializado nesse tipo de vírus, o novo coronavírus, desde o começo dos anos 2000.

Em entrevista à rádio francesa Frequénce Médicale o professor explica ter analisado a sequência com seu colega matemático Jean-Claude Perrez. “Isso foi uma surpresa para mim, pois era exatamente o HIV”, afirmou. “A história que veio de um mercado de peixes é uma lenda. O vírus saiu de um laboratório de Wuhan”.

“Os iranianos reconheceram que derrubaram um avião por engano. Os chineses também deveriam reconhecer o erro, pelo bem da ciência”, declarou.

Por DA REDAÇÃO, TNOnline